Com bilhete a R$ 50, jovem gaúcho rifa Fusca de avô para tratar câncer

jovem gaúcho rifa Fusca de avô para tratar câncer

A família de um jovem de 21 anos que luta contra um câncer continua angariando recursos para o tratamento nos Estados Unidos. Como não possuem todo o dinheiro necessário, eles vão se desfazer de uma herança com valor sentimental. Os parentes organizaram rifas para vender um Fusca deixado pelo avô do menino.

No entanto, até agora, eles arrecadaram menos da metade do total necessário, que é de R$ 900 mil.

O dono do veículo morreu há mais de cinco anos. Naquela época, a família de Leonardo Konarzewski não imaginava que o bem seria tão valioso.

“A gente tem mais do que um carro, mais do que um Fusca. A gente tem um apego sentimental. Como eu estou realizando um tratamento que é muito caro, a gente resolveu realizar essa ação”, conta Leonardo.

“É a cura dele, né. Então eu acho bem louvável a gente se desfazer do carro, salvar a vida do Leonardo. A gente teve a ideia de fazer a ação entre amigos, que vai nos render R$ 250 mil. É uma maneira de arrecadar verbas para a cura”, aponta o pai, José Mário. 

O carro até parece objeto de museu. Não tem um arranhão, e é considerado perfeito para o leilão.

“ A gente já vendeu 475 bilhetes, e a gente espera vender cinco mil bilhetes. Assim, a gente vai arrecadar R$ 250 mil que fazem parte do tratamento, porque ele custa no total R$ 900 mil”, completa Telmo, irmão de Leonardo.

O valor de cada bilhete é de R$ 50. O sorteio será realizado no dia 13 de abril pelos quatro últimos números do 1º prêmio da Loteria Federal.

“De uma maneira, o avô dele está ajudando no tratamento”, afirma a mãe, Lourdes.

O jovem e a mãe estão nos Estados Unidos desde março deste ano. Foi pelas redes sociais que ele conseguiu o dinheiro pra começar o tratamento contra o câncer fora do país. Até agora, eles arrecadaram menos da metade do total de R$ 1 milhão necessários.

Leonardo descobriu que tinha o Linfoma de Hodgkin há dois anos. A doença é um tipo de câncer que atinge as células, vasos e órgãos do sistema linfático, fundamental para a defesa do corpo. Por isso, se espalha rapidamente e atinge principalmente pessoas entre 15 e 40 anos.

Enquanto o irmão mais velho permanece no Brasil, empenhado em vender a rifa e conseguir os recursos para continuidade do tratamento, uma boa notícia surgiu. O pai dos irmãos conseguiu o visto pra ir para aos Estados Unidos e ficar perto do filho e da esposa.

José Mário chegou na terça-feira (2) ao país americano, 15 dias antes do filho passar por um autotransplante de medula.

“Estou aqui para dar um apoio moral, psicológico e toda ajuda que ele precisa. A gente está torcendo pela recuperação dele”, diz o pai. “Depois do transplante, ele vai ficar mais um ano, a gente ficou sabendo. A gente achava que era menos tempo”.

Leonardo, portanto, deve ficar nos Estados Unidos até abril do ano que vem. E a família permanece confiante na arrecadação de recursos e na cura.

As informações sobre campanha Ação entre Amigos (Ajude-me a Vencer o Câncer!) e venda de rifas estão em uma página de mesmo nome criada em uma rede social. Mais informações podem ser obtidas por telefone no (51) 9397.6996 ou (51) 8402.6768.

Fonte: G1





Os comentários não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade.
Contato
Ijuí Notícias
98700-000 Ijuí, RS, Brasil
Rede Sociais