POLÍCIA CIVIL INVESTIGA CRIME CONTRA A OI NO VALOR DE R$ 250 MIL

POLÍCIA CIVIL INVESTIGA CRIME CONTRA A OI

Na tarde desta quinta (18) a Polícia Civil de Catuípe com apoio da 2ª DP cumpriu três mandados de busca e apreensão em Ijuí. Os mandados são relacionados à uma investigação de furto de baterias em torres de transmissão da empresa de telefonia OI.
 
Só em Catuípe os bandidos roubaram 78 baterias, porém a investigação envolve outros municípios do Noroeste, a exemplo de Chiapetta, Pejuçara, Entre-Ijuís, Ajuricaba e Jóia. Segundo informações de pessoas ligadas a empresa o crime corresponde a um prejuízo de mais de R$ 250 mil reais.
 
Em Jóia a quadrilha furtou 65 baterias, Pejuçara e Entre-Ijuís 48. Cada bateria pesa aproximadamente 40 kg e custa em torno de R$ 900 reais cada.
Essas baterias são usadas para manter o sinal de celular ativo caso ocorra uma queda de energia na torre de transmissão. Segundo a polícia os bandidos roubavam as baterias para retirar o chumbo e revender, ou comercializar para granjeiros, que usariam para aquecimento de aviários.
 
Segundo o Delegado Bruno Oliveira, três pessoas foram encaminhadas até a DP, onde prestaram esclarecimentos sobre possível envolvimento nos crimes. Dois mandados foram cumpridos na Linha 4 Leste, atrás do parque de exposições, no local a civil encontrou três rolos de fibra ótica, uma munição calibre 44, além de pássaros silvestres ( cardeal e azulão). Os fios e as aves foram apreendidas. A Patran de Cruz Alta recolheu os passarinhos.
 
O terceiro mandado foi cumprido no Bairro Luiz Fogliato, na residência do suspeito a polícia encontrou um caminhão, que possivelmente era usado no transporte do produto roubado.
 
A Polícia Civil chegou até o trio através de imagens de videomonitoramento em uma das estações de transmissão.
 
Bruno relatou a nossa reportagem que um quarto suspeito, que seria chefe do bando, está sendo investigado. O homem teria ligação com a OI, uma espécie de prestador de serviço. O suspeito pagaria pelas baterias furtadas e revendia.
 
Um Inquérito Policial foi instaurado e num prazo de 30 dias será remetido a Justiça. Os três envolvidos identificados em Ijuí foram indiciados por Furto Qualificado. No final do inquérito eles serão enquadrados por Associação Criminosa.
 
Um dos envolvidos irá responder ainda por crime ambiental. 



Os comentários não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade.
Contato
Ijuí Notícias
98700-000 Ijuí, RS, Brasil
Rede Sociais